A Hora das Bruxas (Volumes I e II) - Anne Rice





Anne Rice nos oferece a hipnótica saga de uma família em que durante quatro séculos sucedem-se contos de bruxarias e forças ocultas. Demonstrando, mais uma vez, seu dom narrativo, Anne Rice consegue recriar com impressionante realismo uma dinastia de feiticeiros: a família Mayfair, dada às lides da poesia e do incesto, do assassinato e da filosofia. E, também, através dos tempos, intermitentemente assombrada por um ser ao mesmo tempo perigoso e sedutor.

Essa história se inicia quando Rowan Mayfair, mulher bonita, neurocirurgiã brilhante, consciente dos seus poderes especiais, mas ignorante do fato de que eles são hereditários, encontra um homem afogado na costa da Califórnia e o faz retornar à vida. Ele é Michael Curry, alguém que lutou para superar a pobreza e que agora, na sua experiência de quase morte, percebe um novo poder sensorial que ao mesmo tempo fascina e assusta.

A medida que ambos, atraídos e apaixonados, se aliam para descobrir o mistério do passado dela e do poder inusitado dele, o romance começa a se desenrolar cronologicamente para frente e para trás, de Nova Orleans e São Francisco atuais para Amsterdã e um castelo na França de Luís XIV. Aos poucos, a verdade vai emergindo e conhecemos Suzanne Mayfair, que viveu na Escócia no século XVII e, para seu infortúnio e de seus descendentes, conjurou pela primeira vez o espírito que ela batizou de Lasher.

Das plantações de café de Port au Prince, onde se constrói a fortuna dos Mayfair, à guerra civil americana quando Julien, o único varão do clã a possuir os poderes, estabelece a dinastia nos EUA, essa história a um tempo sombria e luminosa descortina dramas de sedução e traição, episódios de cura e carinho. No cerne de tudo, a eterna luta entre o bem e o mal, sanidade e loucura, vida e morte.

Num fôlego contínuo, a imaginação de Rice leva o leitor a acompanhar Rowan em seu jogo inconsciente e arriscado, herança a que não pode fugir, até uma certa noite de Natal quando a saga familiar atinge seu surpreendente clímax.





A Talamasca, um grupo com poderes extra-sensoriais voltados para o bem, durante séculos pesquisou a vida da família Mayfair, uma dinastia de bruxas que começou no século XVII, na Escócia, transplantou-se para o Haiti e de lá para a fantasmagórica Nova Orleans. É através dos seus volumosos arquivos que vamos descobrir essa saga de seres decadentes e mórbidos, convivendo pacificamente com o incesto e as tempestades e um espírito, meio divindade celta, meio demônio, chamado Lasher.

Cabe agora a Rowan, brilhante neurocirurgiã californiana e herdeira do clã, decidir-se entre o amor de Michael Curry e a sedução de um ser poderoso que quer ficar nesse mundo para sempre.

Anne Rice mais uma vez prova por que é a mestra do gótico contemporâneo, dominando ao mesmo tempo, as rédeas do drama, da inspirada sexualidade e do fantástico.

2 comentários:

Ash 14 de setembro de 2009 13:02  

Ainda não li, mas certamente está na fila esperando seu momento!
A sinopse me deixou ansioso!!

Blogger 22 de outubro de 2016 14:13  

Sprinter - Function One (160BPM)

Postar um comentário


Circe oferecendo a taça a Ulisses (John William Waterhouse)

Sobre o Segundo Círculo

Esse blog não tem grandes pretensões... Não quer virar material de consulta de ninguém... Antes de tudo, pretende ser um canal de comunicação entre pessoas (que se conhecem) e tem objetivos em comum muito claros: auto-conhecimento e troca de informações a respeito dos temas propostos... Espiritualidade, mitologia, arte, ocultismo, religiões e tudo o que deriva disso... Bem-vindos são todos que se identificarem com essa filosofia.